Skip to content
meuemprego.online

Saiba tudo sobre saúde ocupacional

saúde ocupacional

A saúde ocupacional é responsável por garantir a integridade e os funcionários físicos e emocionais.

Fundamental para o bom funcionamento da empresa, um bom plano de saúde ocupacional trabalha para prevenir doenças que possam surgir no local de trabalho.

Portanto, a adoção de práticas constantes e de um programa de longo prazo é essencial e promove o melhor ambiente laboral.

Saúde ocupacional melhora os resultados da empresa

É a saúde ocupacional que contribui diretamente para o desempenho e a produtividade dos funcionários, influenciando positivamente os resultados da empresa.

Veja como é possível proteger seus funcionários por meio de um bom programa de Saúde Ocupacional, listando e planejando diferentes ações.

Tais diretrizes tem a capacidade de levar a empresa a atingir seu principal objetivo: garantir a qualidade de vida de todos – profissionais, familiares e comunidade.

5 dicas para implantar a saúde ocupacional

Listamos cinco ações que o departamento de saúde e segurança do trabalho deve executar, para buscar o sucesso no ambiente organizacional.

Lembrando que a participação no bem-estar de seus trabalhadores realmente vale a pena, podendo reduzir as grandes despesas com lesões.

saúde ocupacional dicas

1- Crie e execute pesquisas de clima

Quem mais indicado para explicar o que acontece no ambiente de trabalho? Claro que é o próprio funcionário, por isso é essencial realizar uma pesquisa com todos os trabalhadores.

Essa pesquisa no âmbito da saúde ocupacional, contribui para medir o clima organizacional e definir o que deve ser feito, examinando os elementos que interferem no bem-estar de todos.

Esta pesquisa fornece subsídios para a adoção de mudanças, melhorando o ambiente de trabalho e garantindo saúde e segurança ocupacional.

2 – Inicie várias frentes de atuação

A gestão ocupacional se desenvolve melhor quando os processos recebem uma visão geral, estratégica e global.

Para isso, é importante a relação entre médicos e profissionais de saúde ocupacional, especialmente no campo da gestão de pessoas.

Procure complementar os discursos transmitindo a mensagem sobre o valor do planejamento e da implementação de etapas bem planejadas para a equipe, facilitando a participação de todos e produzindo os resultados desejados.

3 – Tenha uma ampla visão geral do quadro

Certifique de que haja profissionais de diversas áreas relacionadas ao estudo da medicina e segurança do trabalho e mapeiem todos os riscos da empresa.

Ou seja, esse mapeamento deve abrager o trabalho, processos passivos, afastamentos, absenteísmo, os tipos de acidentes mais comuns e frequentes.

Com esse diagnóstico em mãos, tendo os objetivos gerenciais e operacionais muito específicos, podem ser definidos metas para aumentar a produtividade e mitigar as principais não conformidades da empresa.

4- Faça investimentos em campanhas internas

Não adianta os profissionais de segurança médica e ocupacional, além da área de gestão de pessoas planejar ações para o bem da equipe, a menos que cada equipe se preocupe com sua própria saúde.

Você pode criar uma atmosfera ergonomicamente ideal, afim de alertar dos riscos por exemplo, em que as pessoas estão sentadas na posição errada.

Sensibilizar e gerar a atitude de cada funcionário em relação a novos hábitos e atitudes é um dos maiores desafios para a gerência.

Uma boa idéia é promover campanhas temáticas para envolver e convidar profissionais a fazer as coisas de maneira diferente. Confira abaixo algumas sugestões:

Elabore a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho

Este é um procedimento bem conhecido, que será coordenado com o Serviço Especializado de Engenharia em Saúde da Medicina do Trabalho (SESMT).

Se envolve também nessa importante ação de saúde ocupacional, a Comissão Nacional de Prevenção de Lesões (CIPA).

Com um bom SIPAT, os funcionários podem se conscientizar da segurança e saúde ocupacional e os incentivam a incentivar atitudes positivas.

Promova sessões com Ginástica Laboral

Os sistemas de ginástica laboral têm muitos benefícios e produzem excelentes resultados para as empresas.

Pode ser praticada no local de trabalho de cada indivíduo, o que também contribui para a adesão dos funcionários e busca fortalecer certos músculos.

Essa prática é ideal para evitar problemas posturais e lesões causadas por movimentos repetitivos ou esforços inadequados. Sem mencionar a sensação de bem-estar.

Quem sabe, talvez com hora marcada, espalhando panfletos e pôsteres que ensinam bons exercícios posturais, você pode ir além da ginástica laboral?

Faça Campanhas de saúde interna

Campanhas contra tabagismo, obesidade, alcoolismo, entre outras, são muito importantes e podem ser realizadas regularmente, e não apenas durante o Sipat.

A saúde ocupacional se fortalece com a promoção de palestras, reuniões e discussões sobre os tópicos, sendo uma maneira muito eficaz de demonstrar que sua empresa está preocupada com a saúde dos funcionários.

5 – Ofereça benefícios para o incentivo

A empresa deve considerar oferecer benefícios, tanto quanto possível, para garantir o envolvimento de todos: refeições equilibradas e saudáveis no restaurante da empresa, descontos em academias, entre outros.

Quando as pessoas vêm em primeiro lugar, a empresa tem o melhor a seu favor: dedicação e envolvimento de todos na saúde ocupacional.

Demonstre de modo claro que, através da medicina e a segurança no trabalho, você se importa com quem gera sucesso ao seu lado.

Dedique-se à criação e implementação de um bom programa de saúde ocupacional e ofereça às pessoas e à organização uma saúde ainda maior.

Essas atitudes por parte da empresa, estará impulsionando o crescimento sustentável. Essa atitude não só evita faltas, absentismo e acidentes, mas também traz mais produtividade, rentabilidade e felicidade!

Veja Também: Como criar um currículo eficiente